Translate...

11 de julho de 2013

About Back Pain in Pregnant Women...

Porque nestes últimos dias as dores das costas estão a tirar-me do sério...

Segundo alguns estudos a dor lombar atinge de 50 a 78% das mulheres grávidas. Parece-me um pouco alarmante tendo em conta que são poucas as mulheres que se previnem contra estas dores, o que para além de provocar um grande desconforto, prejudica a qualidade de vida durante a gravidez podendo muitas vezes estas dores persistir meses após o parto (Deus nos acuda... ).

Quando a mulher engravida, várias são as mudanças que ocorrem no nosso organismo. Alterações biomecânica, vasculares e hormonais promovem uma mudança no centro gravitacional alterando o eixo de carga, os ligamentos ficam mais “fracos” levando a um aumento da lordose fisiológica.

Credits physioworks.com
Da quê? 
LORDOSE (Do grego lórdosis, «acção de curvar para a frente»)
curvatura, de concavidade posterior, na coluna vertebral do homem, nas regiões cervical ou lombar.
É por isso que as mulheres começam a alargar a base para andar, dão passos mais curtos, sobrecarregando a região lombar com o aumento do abdómen “pondo as costas para trás”. Aquelas que já tinha lombalgia antes da gravidez (tipo EU...), têm uma maior predisposição para a apresentar durante (jura......).

Ao que parece (segundo o ortopedista Dr. Guilherme Meyer) são três os tipos mais comuns de dor nas costas durante a gravidez:
  1. DOR LOMBAR - Localizada na região inferior da coluna, pode ou não, sentir a dor irradiando para a perna, com contractura da musculatura ao longo da coluna. 
Piora com fato de permanecer muito tempo sentada ou em pé. 
  2. DOR PÉLVICA POSTERIOR (SACRO-ILÍACA) - Quatro vezes mais frequente do que a dor lombar, a dor que acomete a articulação entre o sacro (final da coluna que se alarga) e a bacia, chamada de articulação sacro-ilíaca. 
A dor estende-se para os glúteos e região posterior da coxa, não ultrapassando o joelho. Pode ser bilateral e estar associada com dor na sínfise púbica. 
A dor não desaparece rapidamente com o repouso e geralmente persiste por um certo tempo após o nascimento da criança.
 20% das mulheres apresentam tanto a dor lombar como a dor da sacro-ilíaca.
  3. DOR NOCTURNA - Algumas mulheres grávidas apresentam dor exclusivamente durante à noite quando deitadas.
 Esta dor estaria relacionada com o acumular de fadiga muscular no final do dia. 
Outra hipótese é que, durante a noite, com a desactivação de vários órgãos, como por exemplo, o estômago, existe uma maior quantidade de sangue circulando para áreas “inflamadas” da coluna. 
Credits Dr. Guilherme Meyer
Dito isto, o melhor mesmo é:
  • Ter cuidado e evitar carregar pesos e fazer exercícios físicos muito extenuantes.
  • Quando se estiver muito cansada, deve-e elevar as pernas com o auxílio de uma cadeira ou almofada; 
  • Ter cuidado com o aumento de peso/obesidade;
  • Dormir bem, utilizando uma almofada ou rolo nos joelhos;
  • Evitar os saltos altos;
  • Evitar ficar muito tempo sentada ou em pé...

Por isso "Cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém" e o que eu vou mesmo tentar fazer é maneirar esta minha mania de querer fazer tudo e não parar quieta. Tenho mesmo que ter cuidado comigo ou arrisco-me a passar as últimas semanas de gravidez de cama sem necessidade nenhuma...

2 comentários:

Angela disse...

Pois, o meu problema e a dor pelvica, especialmente quando passo meia hora ou mais em pe.
E isso de se lembrar de ir descansar... volta e meia ouco uns berros do jeitoso para parar quieta :/

Bjokas!

Carolina Mendonça disse...

Eu acho que tenho uma mistura entre a lombar e a pélvica... mas o facto de já ter problemas na coluna antes não ajuda nada...
Como me lembro duma altura em que era suposto eu fazer fisioterapia, mas como tinha 18 anos e achava que era grande e percebia do assunto, e era uma moça "muito ocupada", nunca cheguei a fazer... Estou a pagar esta brincadeira bem cara...

Beijokas e descansa

Ps- o homem tb quando está por cá vai refilando comigo. Eu quando estou sozinha vou insistindo, insistindo, porque tenho a mania que sou a super mulher, e depois passo um dia ou dois acamada para aprender...