Translate...

30 de julho de 2013

Week 29...

Ora mais uma semanita que passou... Tenho andado muito aliviada da senhora azia (que costuma ser muito muito pior no 3.º trimestre) mas não me tenho livrado da amigas cãibras...

A presença de cãibras durante a gravidez é uma situação bastante normal e pode ocorrer em qualquer grávida, de qualquer idade. Frequentemente elas aparecem nas pernas e são causadas pela falta de cálcio e de magnésio no organismo. São mais comuns durante o sono, sendo então denominadas de cãibras nocturnas (nem vos digo a quantidade de vezes que acordo quase aos gritos com as pernas presas...). Existem várias maneiras de podermos tentar controlar a dor quando a cãibra acontece:
  • Fazer alongamentos
  • Massajar os músculos afectados
  • Tome um banho quente ou coloque uma bolsa de água quente na região afectada
  • Caminhar por alguns minutos costuma ajudar ao aliviou da dor (esta e a que costuma resultar comigo...)
Para tratar as cãibras durante a gravidez pode-se tomar uma suplemento de cálcio ou de magnésio diariamente durante toda a gestação (sem nunca esquecer, claro, de primeiro ter a opinião do médico que o acompanha sobre isto). Eu estou a tomar um suplemento de magnésio, e desde que comecei as cãibras não desapareceram totalmente, mas foram diminuindo.

Esta semana foi também a semana da palavra herdar. De França veio uma grande saca de roupa (cheia de coisas giras para o frio, e vejam lá bem que o meu feijão até ganhou um fato para a neve giro que farta), um saco de dormir, toalhas de banho, e mais um sem fim de coisas que fazem um jeitaço e que agora eu não vou ter de as comprar. Desta grande "remessa" não posso deixar de referir um saco de brinquedos, que a princesa L. separou especialmente para o nosso feijão, simplesmente um amor...

Outra boa surpresa foi termos herdado um berço, cheio de histórias, que já foi a caminha do B. e do pequeno S. Não estava nos nosso planos comprar para já um berço, uma vez que não vamos ficar muito tempo depois do feijão nascer em Portugal e ele já tem a caminha dele à espera em Amesterdão, mas a verdade é que quando viermos de férias iria de certeza fazer mesmo muita falta. Pois que de um dia para o outro herdamos um berço bem giro, em que o estrado tem até 6 alturas e mais tarde dá para abrir umas das laterais para que o pequeno possa subir/descer da cama sozinho, e ainda uma série de pequenos acessórios de segurança para a casa (protectores de tomadas e travões de porta). Somos uns felizardos...

Oh só para a pulseira mais linda que o meu amor me ofereceu... 
By Átrio
Terminamos a semana em grande, cheia de celebrações. Primeiro com o nosso aniversário, em que o meu amor me fez uma surpresa e nos marcou um jantar num novo restaurante da cidade - O Bairro (que eu queria mesmo experimentar e que foi sem dúvida uma aposta ganha...), e depois com o dia dos meus 31 (que apesar de não terem sido uma grande festa porque fomos levar o marido ao aeroporto) com terminou com um pequeno jantar com o meu maninho.

Credits babycenter.com

27 de julho de 2013

It's alive ....

É com muita muita satisfação que digo - A minha cidade está viva!

Há uns tempos tínhamos comentado entre nós (eu o meu homem) que a nossa cidade estava muito morta. Entre as estradas com poucos carros e as ruas e centros comerciais com poucas pessoas, tínhamos a ideia que a cidade estava a definhar aos poucos talvez fruto da situação económica e da crise politica que se instaurou no nosso país. Parece que estávamos (e ainda bem...) redondamente enganados...


Estes dias que temos saído mais e andado a pé pelas ruas da cidade que vivenciamos uma dinâmica espectacular na cidade. Há novos espaços, novos restaurantes (aos que nos parece fruto do trabalho de gente nova e cheia de garra com ideias empreendedoras...) montes de gente na rua, entre turistas e moradores, parecendo que o Verão (e claro, as obra fruto das eleições que aí vêem...) veio de facto trazer um novo alento à nossa cidade.

É uma alegria ver a nossa Aveiro assim, apetecer sair à rua e aproveitar a beleza natural, cultural e arquitectónica que a nossa cidade tem. Estes dias de Verão ajudam a esticar o dia, as noite também são agradáveis e conseguimos a ver a cidade com uma nova luz e uma nova cor.


Se puderem, venham visitar e conhecer a nossa Aveiro.
A economia e o turismo agradecem...

25 de julho de 2013

The number 3...

Já lá vão 3 anos e o tempo passa num instante...

Foi exactamente à 3 anos que nos unimos perante a lei (sim... é verdade, ainda vivemos no pecado...) foi um dia lindo que jamais esqueceremos os dois. Este ano o número 3 adquire outro significado (a matemática tem destas coisas...), e será com certeza um ano que ficará para sempre marcado nas nossas vidas... Lá para Outubro passaremos a ser 3...

Por isto tudo, este é sem dúvida um dia para festejar e agradecer por te ter sempre a meu lado...na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida...

23 de julho de 2013

Week 28...

Ena ena... que o tempo passa a correr... Sinto-me mais cansada e as noites em que durmo um sono tranquilo já se contam pelo dedos... Se por um lado, parece que faz imenso tempo que estou grávida, por outro, começo a ficar ansiosa e preocupada com a aproximação do parto e a chegada no nosso feijão...

Ainda bem que esta semana começamos as aulas de Educação para o Parto e Parentalidade no nosso Centro de Saúde. Devo dizer que estava um bocadinho assustada porque me tinham pintado um cenário um bocado irrisório (e quase até de seita religiosa...) sobre as aulas de preparação para o parto a que tinham assistido (não no mesmo sítio...)...

Estou, ou melhor, estamos (porque o meu amor também tem assistido entusiasticamente...) maravilhados. As aulas são simples e descomplicadas, num misto de partilha de experiências entre nós (grávidas e pais) e a equipa multidisciplinar que nos acompanha. Na primeira fizemos as apresentações da praxe mas ainda falamos sobre questões de postura nomeadamente durante o sono, com a fisioterapeuta Rita Silva. Acabei por perceber que sou mesmo das mais desgraçadinhas (salvo seja...) das costas e que sou a que já dorme com mais almofadas...

Ora então, as grávidas devem dormir numa posição lateral e colocar almofadas de forma a prevenir o aparecimento de dor ou para a aliviar:

  • Coloque uma almofada entre as coxas e os joelhos, para prevenir dor na zona da anca e coxa que estão superiormente;
  • Coloque uma almofada sob a barriga, para prevenir a dor lombar;
  • Coloque uma almofada à frente do tórax e apoie o braço que está por cima para prevenir dormências;
  • Coloque uma almofada junto das costas para que fique mais confortável;
  • Quando estiver deitada, virada para cima, coloque uma almofada sob os joelhos, embora não deva permanecer muito tempo nesta posição se estiver no final da gravidez.

Outra das maravilhas da maternidade da qual me tenho dado conta é o crescimento dos pelos (como se não bastasse aqueles que eu tenho...). Pois que parece que para algumas grávidas, os pelos crescem mais rápido devido ao aumento das hormonas masculinas, nomeadamente o Andrógeno. A juntar a esta temos o crescimento mais rápido das unhas (o que nas mãos não e grave, mas nos pés já começa a ser caótico porque já não as consigo cortar...). Supostamente são mudanças temporárias (esperemos...), e as unhas e os pelos voltarão ao normal até seis meses depois do bebé nascer. 

Acabamos a semana em grande, num passeio à beira mar...

Credits babycenter.com

22 de julho de 2013

Lighthouse...

Um dia e sol lindo e a praia ali ao lado...
Sair do trabalho e ir até à nossa praia, isto sim é qualidade de vida!!!


A Praia da Barra situa-se no distrito de Aveiro, paredes meias com a a Praia da Costa Nova (a sul) e a Praia de São Jacinto (a norte). É uma praia simpática onde se destaca o imponente Farol da Barra e o paredão que delimita a sul a entrada da barra do Porto de Aveiro.

O nosso farol (sim, considero que este é o meu farol...) é o maior farol de Portugal - ergue-se a 66 metros acima do nível do mar, com uma altura de 62 metros. Foi, à data da sua construção, o sexto maior do mundo em alvenaria de pedra, e continua a ser actualmente o segundo maior da Península Ibérica, estando incluído nos 26 maiores do mundo.


Um passeio pelo passadiço junto às dunas, precedido duma bela duma tripa de chocolate...
Enfim... um final de dia simplesmente perfeito ;)

17 de julho de 2013

Motherhood for Dummies...


"Mas a menina tem a certeza que é um menino? Olhe que parece mesmo uma menina..."
WTF... mas será que têm uma máquina nos olhos
e vêm através da minha barriga?


"Oh menina não se preocupe... 
Se entrou há-de sair..."

Exacto...
Nem sei que diga sobre isto...

16 de julho de 2013

Week 27...

E mais uma semana mais uma voltinha... Esta semana parece que passou a correr (na verdade parece que agora o tempo passa a correr...) tenho para mim que já deve ser um bocadinho da ansiedade do parte e de ter nos meus braços o nosso feijão...

Assim de repente parece que todo o mundo em geral se tornou expert em maternidade. Porque comigo foi assim, porque tens que fazer assado, porque ele vai ser assim, porque ele vai fazer asado... O que raio... Uma coisa é ajudar outra coisa é dar palpites e mandar bitaites!!! Já não chega todos os receios do mundo que os pais têm ainda tem que aturar estas coisas sempre de cara alegre... fonix... Confesso que já me está a começar a faltar a paciência.   Não sou especialista, não sei como vai ser, mas acredito que cada um é como cada qual e que no fim de contas se tem que respeitar os pais mesmo que no fim eles batam com a cabeça na parede (até porque é assim que se aprende...digo eu...).

Credits Perestrella Handcrafted
Adiante... 
Apesar de as minhas costas estarem definitivamente a dar si, não resisto e tenho feito umas coisinhas para o meu feijão. Não sei se vou fazer tudo o que tinha planeado mas vou entrecalando umas coseduras na máquina com umas esticadelas no sofá!

Entretanto aproveitamos mais um fim de semana para mais uma voltinha pelas lojas (há que aproveitar os saldos...). Já tenho as coisas quase orientadas... mas saliento o QUASE! Apesar de ser uma privilegiada porque o nosso feijão herdou algumas coisas de familiares e amigos, ainda assim tivemos (e teremos) que comprar muitas outras mais. O que me revolta é o facto de no geral (os tais expert's em maternidade...) me gritarem aos ouvidos - Oh não compres isso ou aquilo que a família e/ou amigos depois oferece!!! Então mas a criança nasce e fica nuzinha em casa à espera que os tais familiares e amigos lhe compre roupa e toda uma parafernália de acessórios de higiene a afim que são necessários?

Eu não quero parecer ingrata até porque como já referi, somos uns pais cheios de sorte e herdamos algumas coisas de familiares e amigos, e já recebemos uma série de presentes para o nosso feijão. Mas existe uma série de coisas - o dito enxoval - que se tem que ter em casa para as primeiras impressões, que é como quem diz para as primeiras semanas... Não, não vou comprar resmas e resmas de roupa até porque SEI BEM que por mais fofinhas que sejam lhe vão deixar de servir num instante e é um desperdício de dinheiro, mas a verdade é que um recém nascido não veste uma muda de roupa por dia, nem anda com umas calças de ganga uma semana inteira (como disse tão bem o meu homem...). Há-de haver muito cocó e muito xixi espalhado por fora da fralda, e nem vale a pena sonhar muito alto com isto e acreditar em muitos baby blog's que só mostram o glamor da coisa...

A verdade é que os primeiros dias serão com certeza caóticos: se ele só mudar de roupa três vezes ao dia já me sinto satisfeita, se ele só sujar uns lençóis da alcofa por semana (you wish...) até deito foguetes. Além disso por ser um pilas está teoricamente mais que provado de que há-de haver muito repuxo (de xixi) artístico aquando da muda das fraldas o que só vai ajudar a coisa. Não tenho máquina de secar, a criatura o feijão nasce em Outubro e não sei se o tempo vai ajudar a secar a roupa. Já falamos entre os dois e sobre isto sentimos exactamente a mesma coisa, temos que estar preparados para as primeiras semanas e não vale a pena estar a contar como ovo no cu da galinha... Eu para mim até quase que comparo (e reforço a ideia de quase...) esta ideia de a família e/ou amigos depois oferece com a ideia de estar à espera que o dinheiro que se recebe nos casamentos sirva para se pagar todas as despesas que se têm com o mesmo (keep on dreaming...).

Credits babycenter.com

15 de julho de 2013

Feira do Sal...


Uma dica a não perder...
VIII Feira do Sal - 18 a 21 de Julho, no Largo do Rossio, Aveiro

Trata-se de uma organização do Município que tem como principal objectivo a promoção do Sal Artesanal de Aveiro, a valorização e sensibilização para o Património Natural e Cultural, bem como da preservação da identidade e da memória colectiva aveirense, na qual o sal ocupa lugar de destaque.

Um dos momentos altos da Feira de Sal será com certeza no dia 20, às 11 horas, no Ecomuseu Marinha da Troncalhada, com a Festa Tradicional da Botadela.

Ora que a Botadela marca o início da produção sazonal de sal nas salinas de Aveiro. É uma festa característica do salgado aveirense que se traduz numa profunda manifestação de regozijo, por parte do marnoto, em botar a sua marinha a sal. Os marnotos da Ria de Aveiro exercem nesse dia, a árdua tarefa de andoar / arear os cristalizadores, enquanto as mulheres confeccionam o jantar da botadela (almoço).


Mais informações aqui.

13 de julho de 2013

The GoGo...

Sim... eu sei... O estado de graça está-me a bater com força e parece que só falo disso, mas não resisto a partilhar este grande miminho que os nossos fantásticos amigos que nos ofereceram para o nosso feijão. O produto é holandês e não sei se o mesmo conceito está por cá disponível (deve estar com certeza...) mas estou mesmo maravilhada.

Chama-se Gogo Newborn e é basicamente um cobertor de embrulho, muito confortável, que abraça perfeitamente o bebé da cabeça aos pés! A marca - Puckababy - considera-se símbolo de  descanso e de sensação de segurança. Estou mesmo em pulgas para o meu feijão estar embrulhadinho nesta relíquia...

Credits puckababy

11 de julho de 2013

About summer...

Não são desejos...
Mas o Verão com fruta desta é outra categoria ;)
Tenho-me consolado...

About Back Pain in Pregnant Women...

Porque nestes últimos dias as dores das costas estão a tirar-me do sério...

Segundo alguns estudos a dor lombar atinge de 50 a 78% das mulheres grávidas. Parece-me um pouco alarmante tendo em conta que são poucas as mulheres que se previnem contra estas dores, o que para além de provocar um grande desconforto, prejudica a qualidade de vida durante a gravidez podendo muitas vezes estas dores persistir meses após o parto (Deus nos acuda... ).

Quando a mulher engravida, várias são as mudanças que ocorrem no nosso organismo. Alterações biomecânica, vasculares e hormonais promovem uma mudança no centro gravitacional alterando o eixo de carga, os ligamentos ficam mais “fracos” levando a um aumento da lordose fisiológica.

Credits physioworks.com
Da quê? 
LORDOSE (Do grego lórdosis, «acção de curvar para a frente»)
curvatura, de concavidade posterior, na coluna vertebral do homem, nas regiões cervical ou lombar.
É por isso que as mulheres começam a alargar a base para andar, dão passos mais curtos, sobrecarregando a região lombar com o aumento do abdómen “pondo as costas para trás”. Aquelas que já tinha lombalgia antes da gravidez (tipo EU...), têm uma maior predisposição para a apresentar durante (jura......).

Ao que parece (segundo o ortopedista Dr. Guilherme Meyer) são três os tipos mais comuns de dor nas costas durante a gravidez:
  1. DOR LOMBAR - Localizada na região inferior da coluna, pode ou não, sentir a dor irradiando para a perna, com contractura da musculatura ao longo da coluna. 
Piora com fato de permanecer muito tempo sentada ou em pé. 
  2. DOR PÉLVICA POSTERIOR (SACRO-ILÍACA) - Quatro vezes mais frequente do que a dor lombar, a dor que acomete a articulação entre o sacro (final da coluna que se alarga) e a bacia, chamada de articulação sacro-ilíaca. 
A dor estende-se para os glúteos e região posterior da coxa, não ultrapassando o joelho. Pode ser bilateral e estar associada com dor na sínfise púbica. 
A dor não desaparece rapidamente com o repouso e geralmente persiste por um certo tempo após o nascimento da criança.
 20% das mulheres apresentam tanto a dor lombar como a dor da sacro-ilíaca.
  3. DOR NOCTURNA - Algumas mulheres grávidas apresentam dor exclusivamente durante à noite quando deitadas.
 Esta dor estaria relacionada com o acumular de fadiga muscular no final do dia. 
Outra hipótese é que, durante a noite, com a desactivação de vários órgãos, como por exemplo, o estômago, existe uma maior quantidade de sangue circulando para áreas “inflamadas” da coluna. 
Credits Dr. Guilherme Meyer
Dito isto, o melhor mesmo é:
  • Ter cuidado e evitar carregar pesos e fazer exercícios físicos muito extenuantes.
  • Quando se estiver muito cansada, deve-e elevar as pernas com o auxílio de uma cadeira ou almofada; 
  • Ter cuidado com o aumento de peso/obesidade;
  • Dormir bem, utilizando uma almofada ou rolo nos joelhos;
  • Evitar os saltos altos;
  • Evitar ficar muito tempo sentada ou em pé...

Por isso "Cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém" e o que eu vou mesmo tentar fazer é maneirar esta minha mania de querer fazer tudo e não parar quieta. Tenho mesmo que ter cuidado comigo ou arrisco-me a passar as últimas semanas de gravidez de cama sem necessidade nenhuma...

Wonderful things...

4. SkinUriage; 5. Fnac; 6. Carrocel; 7. Mimices

9 de julho de 2013

Week 26...

Ai senhores... A barriga cresce, e cresce, e cresce, e cresce... e continua a crescer... A dificuldade de executar tarefas simples do dia à dia torna-se maior (e isto deixa-me fora do sério...) e o problema das costas não ajuda nada, sem contar que as dores começam mesmo a agravar-se.

Dormir já é complicado... complicadíssimo!!! Para além das dores nas costas e da posição (eu dormia tendencialmente de barriga para baixo...) tem noites em que o senhor feijão decide brincar comigo e não me deixa dormir. Filho lindo, ouve a mãe:
Quando vieres cá para fora, brincamos muito, sim???
Mas agora fazias um favor grande à mãe e DEIXAS-ME DORMIR?!?!?!?!
Adiante... Depois das shops chegou a altura de lavar as primeiras roupitas do feijão. Já tinha lido umas coisas mas decidi investigar mais sobre o assunto, e cedo cheguei à conclusão que existe uma histeria meia doida com este tema. Por alma da santa, mas as vossas mãezinhas lavaram a vossa roupa de bebé com o detergente X ou Y a não sei quantos graus assim ou assado? Não... pois claro que não... pelo menos no campo não me parece que assim tenha sido (eu pelo menos tenho a vaga ideia que lá em casa só compramos máquina de lavar roupa quando o meu irmão nasceu, e eu já tinha quase 4 anos...). A roupa era lavada no tanque com sabão azul e posta a secar ao sol, pois claro...

Credits Skip
Claro que os tempos são outros, mas ainda assim tenho para mim que não vale a pena complicar muito. Lavar a roupa no tanque está fora de questão uma vez que não tenho nenhum, e apesar de ainda ter pensado lavá-la na banheira com sabão azul as minhas costas não iam gostar nada disso.

Dito isto, também não sou tolinha de todo e sei que os bebés quando nascem são mais sensíveis ao nível da pele (mas não vale a pena entrar em extremismos...) pelo que me pareceu melhor jogar pelo seguro, e por isso resolvi lavar a roupa na máquina com Skip Baby (que estava em promoção de 50% no Continente...).

Segundo o site, "este detergente foi especificamente desenvolvido para remover a sujidade mais difícil da roupa do bebé, como resíduos de leite, bolçado, sopa ou fruta, mantendo toda a suavidade que a roupa necessita e respeitando a pele delicada do bebé. Skip Baby foi testado dermatologicamente". Além disso eu sempre fui fã do Skip (sim... eu sou forreta, mas ainda há alguns produtos a que eu gosto de ser fiel...) e adoro o cheiro que deixa na roupa, por isso a escolha não foi nada difícil. 

Roupinha lavada, lá eu vou estender a dita... E pronto... assim descobri que pior mesmo que estender meias e cuecas é estender roupa de bebé... Amor do meu coração, marido lindo, tenho para mim que te vou delegar esta tarefa, sim?!?!?!?!!

Depois de seca, foi só dar-lhe uma passadela e arrumá-la nas gavetas. Uns dias depois encontrei esta relíquia algures na Internet - A roupa de bebé nunca deve apanhar luar e no caso de apanhar deve-se deixá-la apanhar raios de sol directos para anular o luar ou então lavar de novo a roupa. Mas será que estão a falar a sério, ou estão a brincar?!?!?!? O que eu me ri com isto, a juntar a outros tantos mitos e crenças populares sobre a gravidez... enfim...

Para acabar a semana em grande ainda tive direito à companhia da minha Gabi durante fim de semana. Apesar de ter sido uma visita relâmpago deu para falar (e falar, e falar... desculpa madrinha, mas espero que me dês o desconto das hormonas...) de tudo e mais alguma coisa e de partilhar algumas das minhas experiências e aventuras deste meu estado de graça.

Credits babycenter.com

4 de julho de 2013

Sale season...

Depois de deslindar o que é o quê e de ter a lista da nossa maternidade e aproveitando a season dos saldos,  no sábado passado fomos às compras... Oh Deus... Foi a loucura... Como diz o meu homem, nunca saímos de um centro comercial com tantos sacos... Não mesmo... 

Não me estiquei muito porque tenho a noção que a roupa lhe vai deixar de servir num instante  (e até porque sou forreta quanto baste...). O meu stress mesmo é com os tamanhos. Mas porque raio é que os tamanhos de roupa mudam de loja para loja? Não faz mesmo sentido nenhum. Por isso andei à cata de uma lista de tamanhos mais generalizada e foi isto que apurei:


Ora que depois de ter em conta os tamanhos, e ainda com algum receio de me enganar e de na grande maioria das vezes parecermos dois burros a olhar pra um palácio..., lá trouxemos umas coisinhas... Aqui ficam alguma das nossas relíquias ;)

Credits hm.com
Credits prenatal.pt
Credits absorba.fr

Abençoados saldos...
Compramos ainda uma mantinha, gira, gira que eu sei lá... E não, não tem que ser tudo azul que eu já estou com azul bebé pelos cabelos (até o homem já dizia, e vermelho ou verde não?). E diz o meu homem aquando da escolha: E sabes quem é que também gostar dela? A Maggie... Pois tenho que me por a pau e arruma-la antes que a bicha a descubra e se enrole logo nela ;)

Credits zarahomekids.pt

2 de julho de 2013

Week 25...

E assim de repente já falta menos de metade das semanas... Credo que o tempo passa mesmo depressa! O nosso Feijão (que  de feijão não tem nada, mas também ainda não tem nome definido por isso continua a ser o nosso "feijãozinho", assim como o meu irmão de 27 anos continua a ser o "menino") passa o tempo a mexer, MESMO, ao ponto de se eu estiver sentada dar para ver os pontapés na barriga!!! Eu bem digo que ele vai ser futebolista, mas o pai nega e diz que quanto muito vai ser ciclista ou tenista (ele que seja o que ele quiser, desde que seja saudável e muito feliz...).

Esta semana fizemos a primeira compra de toalhitas, que estavam em promoção (e isto há que aproveitar...) e andamos a fazer o "tour das fraldas", ou seja, a ver tamanhos e preços... Eu sabia que eram caras, mas acho que depois de ver os números fiquei receosa... Se o gajo for cagão e mijão como os pais estou tramada... Bem que posso ir pedir só para as fraldas. Não admira que o pessoal ande sempre à cata das benditas promoções. Por isso meu povo, SE SOUBEREM DE PROMOÇÕES DE FRALDAS É FAVOR AVISAR!!!

O tempo esteve uma maravilha, um verdadeiro calor de Verão (que eu confesso que não estava preparada e que até sofri um cadito com os pés e as pernas inchadas... mas tinha saudades dos dias assim...) e num dia que o homem se despachou a horas do trabalho, ainda fomos dar um pulinho a uma esplanada na praia e comer um geladinho... Que bem que soube, e o feijão gostou!!!

Esta foi também a semana que usei o meu Cheque Dentista. Bem... e sobre isto tenho a dizer que ainda existe muita desinformação ou informações erradas e contraditórias. Li em vários fóruns de mães que já não existiam, ou que os médicos já não passam ou isto ou aquilo... Na última consulta falei com a minha médica e perguntei-lhe se os tais cheques ainda existiam e se podia pedir, ao que ela respondeu afirmativamente. Pedi logo porque tinha mesmo ideia de ter um dente furado e duas ou três cáries para tratar. Então é assim (informações segundo o portal da saúde):

O que são os cheques-dentista? 
  • Os cheques-dentista são guias que dão acesso a um conjunto de cuidados de medicina dentária nas áreas de prevenção, diagnóstico e tratamento. Através dos cheques-dentista, o Programa Nacional de Promoção de Saúde Oral (PNPSO) procura avaliar e diminuir a incidência e a prevalência das doenças orais. Os utentes beneficiários têm liberdade de escolha do prestador de entre os médicos estomatologistas e médicos dentistas aderentes, que constam de uma lista nacional, disponível nas unidades funcionais dos agrupamentos de centros de saúde e no site saudeoral.min-saude.pt.
Quem pode ser beneficiário destes cheques?
  • O PNPSO proporciona acesso aos cuidados de saúde oral a quatro segmentos populacionais:
  • Crianças e jovens
  • Mulheres grávidas
  • Idosos
  • Doentes com a infeção VIH/sida 

No Sábado foi ainda dia de pica... Raios que com esta idade eu ainda não suporto agulhas... Não mesmo...  Enfim... Foi fazer os testes de Tolerância à Glicose. Ora que estas análises devem ser feitas entre as 24 e as 28 semanas e pretendem detectar a diabetes gestacional, um estado clínico que surge durante a gravidez e que se caracteriza pelos níveis elevados de açúcar no sangue. 
A diabetes gestacional requer muita atenção, sendo fundamental que, depois de detectada a hiperglicemia, seja corrigida com a adopção duma dieta apropriada. Quando esta não é suficiente, há que recorrer, com a ajuda do médico, ao uso da insulina, para que a gravidez decorra sem problemas para a mãe e para o bebé. Uma em cada 20 grávidas pode sofrer desta forma de diabetes.
Durante a tarde, aproveitando a season dos saldos, fomos às compras... Oh Deus... Foi a loucura... Como diz o meu homem, nunca saímos de um centro comercial com tantos sacos... Não mesmo... Ainda assim tenho ideia que ainda me faltam resmas de coisas para a primeira semana, e tenho receio de que às páginas tantas o feijão queira vir ver o sol mais cedo e eu não tenha tudo pronto. Por outro lado as costas estão a dar cada vez mais de si e não quero deixar os preparativos para a última da hora...

Curiosamente esta semana foi quase livre de azia... Deviam de ser as saudades do pai, e o feijão esta semana deu tréguas!
Credits babycenter.com
PS - Esqueci-me de dizer... Afinal não tenho um dentinho sequer furado, uma cárie que seja... Saí de lá com uma limpeza dos dentes, e apenas com a recomendação de arrancar os dentes do siso quando possível. Só espero que o feijão saia à mãe nos dentes, porque se sai ao pai temos o caso muito mal parado...

1 de julho de 2013

With stripes...

O tempo está fantástico e no Domingo demos um pulinho à nossa Costa Nova. Ora para quem não sabe a praia da Costa Nova é uma pequena vila piscatória com longa tradição como destino de férias em família, desde os primórdios do século XVIII.


Fica situada na linha de costa da ria de Aveiro na zona turística Rota da Luz/Região Centro. A sua origem encontra-se na abertura da barra da ria no ano de 1808. A designação deve-se a dois factos. É das praias portuguesas perfeitas para a prática de desportos náuticos, possuindo um clube de vela. É frequente ver imensos praticantes de windsurf, kite e outros desportos semelhantes.

O seu ex-libris por excelência são os "palheiros" - casas pintadas com listas verticais intercaladas com cores vivas e alegres... E são lindas!!! Aconselho vivamente a quem não conhece visitar ;)


Aproveitamos e comemos, eu uma bolacha de chocolate, ele uma tripa de chocolate... hummmmmmmmmmmmm... Não ajuda nada à dieta, mas ir à Costa Nova e não comer uma tripa é quase como ir a Roma e não ver o papa ;)