Translate...

17 de fevereiro de 2013

Airplanes...


Anda comigo ver os aviões levantar voo
A rasgar as nuvens
Rasgar o céu

Anda comigo ao porto de leixões ver os navios
a levantar ferro
rasgar o mar

Um dia eu ganho a lotaria
Ou faço uma magia
(mas que eu morra aqui)
Mulher tu sabes o quanto eu te amo,
O quanto eu gosto de ti
E que eu morra aqui
Se um dia eu não te levo à América
Nem que eu leve a América até ti

Anda comigo ver os automóveis à avenida
A rasgar as curvas
queimar pneus

Um dia vamos ver os foguetões levantar voo
A rasgar as núvens
rasgar o céu...

Um dia eu ganho o totobola
Ou pego na pistola
Mas que eu morra que aqui
Mulher tu sabes o quanto eu te amo
O quanto eu gosto de ti
E que eu morra aqui
Se um dia eu não te levo à lua
Nem que eu roube a lua,
Só para ti

Um dia eu ganho o totobola
Ou pego na pistola
Mas que eu morra que aqui
Mulher tu sabes o quanto eu te amo
O quanto eu gosto de ti
E que eu morra aqui
Se um dia eu não te levo à América
Nem que eu leve a América até ti

16 de fevereiro de 2013

Mushrooms...

Fomos ao mercado e vi uns cogumelos portobello com muito bom aspecto... pensei logo, claro está em risotto, mas com a garganeira, acabei por trazer mais do que precisa e acabou por sobrar dois. Achei que se os pusesse no frigorífico iam perder a piada e pensei logo em fazer uns cogumelos recheados para comer como antipasti antes do risotto.

COGUMELO (Do latim *cucumellu-, diminutivo de cucŭma-, «tacho», pela semelhança da forma)
nome masculino 1. BOTÂNICA vegetal formado geralmente por um pé e uma cabeça em forma de chapéu, com numerosas espécies, algumas comestíveis e outras venenosas ou mesmo alucinogénias, e que cresce sobretudo em lugares húmidos; fungo; tortulho.
COGUMELOS RECHEADOS COM ALHEIRA

2 cogumelos grandes portobello 
2 bocados de alheira
queijo
sal e pimenta qb

  1. Eu optei por tirar os pés dos cogumelos e acabei por os picar e juntar ao risotto. Depois esmaguei um pedaço de alheira, cobri com queijo (acabou por ser brie que era o que tinha no frigorífico). e temperei com sal e pimenta;
  2. Levei ao forno a 200º (porque o meu é forno microondas e não aquece nada de especial) por 15 minutos, e estavam prontos!!! Uma delícia...

Bon appetit!!!

15 de fevereiro de 2013

Inspiration...

Smile Sugar, photographed by Marianna Di Ferdinando. Seen on Artpixie.

Postcards...

Quando participei no desafio da Costureira de Palavras, a destinatária do meu postal foi a Margarida do Pano pra Mangas, que agora teve a simpatia de me retribuir o postal. Há lá coisa melhor do que receber postais e cartas pelo correio?! São um mimos simples, mas cheios de significado e que nos aquecem o coração. Obrigada Margarida!

14 de fevereiro de 2013

Happy Valentine's Day ღღღ

Não sou especialmente fã do Dia dos Namorados. Já fui bem mais, numa altura em que era mais uma desculpa para sair de casa e estar com o meu amorzinho! Agora que estamos juntos na "alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza" é outra a desculpa, a de sair da rotina e a de nos mimarmos mais (como se isso fosse possível....)... Ontem à noite, era mais coisa menos coisa 00:15 (quer dizer hoje de madrugada...) o homem salta do sofá, calça os sapatos e começa a vestir o casaco.
"Onde vais?"
"Não te preocupes, venho já!"
Ele entra-me em casa com este ramo lindoooooooooooooo... E eu que me queixo (de barriga cheia, bem sei...) que o meu amor não é nada romântico... As surpresas não acabaram aí. Noutro dia disse-lhe que gostava de cravos. Em Portugal pelo que sei, para além do significado adquirido pelo 25 de Abril, pouco são vistos em arranjos de flores sendo mais usados em cemitérios. Ora isto para dizer que acordei, e tinha cravos espalhados pela casa, em todos os sítios possíveis e imagináveis... o que ao fim de um bom bocado acabou por fazer outro ramo de flores... E como se não bastasse o meu amorzinho ainda me fez o pequeno almoço! E o dia não acabou e sei que vou ter mais surpresas, até porque noutro dia já me disse que hoje não precisava de fazer o jantar, só precisava de estar pronta à hora certa para ir jantar fora! 


E prontos... estou embebecida... não por ser Dia dos Namorados, mas por ainda sermos namorados passados mais de 10 anos. Está frio, por esta altura estão uns simpáticos -1º, mas estou de coração quente, porque contigo sou muito, mas MUITO FELIZ!!!

5 de fevereiro de 2013

Fuoco Vivo...

Na passada sexta fomos jantar ao centro a convite da Ângela e do André. Seguindo o concelho do blog da Joana fomos experimentar o restaurante Fuoco Vivo. O restaurante não é muito grande, mas é muito acolhedor, e o cheiro no ar não engana... A cozinha dá para ver da sala de jantar e tem um forno a lenha gigante. A opção de todos foi pizza, das melhores que já alguma vez comi, e estavam uma verdadeira delicia para regalo de todos, tal como as fotos não deixam enganar... 

1. a bela da minha pizza ....
2.  era só fominha...
3. a Ângela a pensar no tamanho da pizza...
4. o André a salivar...
5. best Tiramisu ever... Mais um bocadito e não tirava foto!

 ... havemos de lá voltar certamente !!!

4 de fevereiro de 2013

Heemskerk...

O sol teima em não aparecer...
Com uns simpáticos 4ºC, decidimos ir passear...

Depois de consultarmos o nosso fiel guia da Holanda lá nos decidimos... rumo traçado a Heemskerk. Ora que Heemskerk é um município da província da Holanda do Norte. Não é certo de onde surge o nome de Heemskerk, mas este surge registado pela primeira vez num documento datado de 860, embora fosse já habitada em tempos pré-históricos. Achei uma cidade encantadora, cheia de jardins e canais (como já é normal por aqui...) e para quem gosta de história (tipo nós...),  podemos encontrar alguns castelos medievais, igrejas antigas e outros monumentos.


Primeira paragem foi no Forte de Veldhuis, uma das fortalezas que fazem parte da Linha de Defesa de Amesterdão, considerado monumento classificado pela UNESCO desde 1996.  Construído em 1893 poderia albergar cerca de 310 soldados. Hoje em dia funciona como museu, é administrado pelo Grupo de Recuperação de Aeronaves Fundação 1940-1945. Está aberto aos domingos de Maio a Setembro, das 10:00 às 17:00.

Seguimos para o Slot Assumburg, um dos castelos de Heemskerk. A sua origem data do século XIII, mas em 1546 foi reconstruída. Este castelo teve vários séculos de habitação nobre, mas já a chegar ao século XIX entrou em decadência. Desde 1911 que é de propriedade do governo e em 1933 foi transformado em pousada da juventude.




Seguimos depois para o Kasteel Marquette. datado de 1250, fazia parte de uma longa cadeia de castelos defensivos durante as guerras da Frísia. Depois de várias passagens de mãos, entre heranças e conquistas, o castelo foi vendido em 1610 ao senhor Marquette-en-Ostrevant, sendo a partir desse momento denominado de Marquette. Depois de uma restauração completa, em 1980, o castelo passou a chamar-se de Château Marquette. Um edifício histórico e multi-funcional com todos os confortos modernos, incluindo um restaurante e centro de conferências. A quinta correspondente foi convertida num hotel. 


Estava muito frio sim senhor...
Mas foi uma tarde muito bem passada!