Translate...

10 de julho de 2012

Rambouillet, Chartres and Moules-frites...

Fim de semana em França... que isto de ter os sogros em Paris é "chique" e de Amesterdão a Paris é um instantinho... Desta vez aproveitamos o Domingo (nada soalheiro e com alguns chuviscos...) para ver visitar algumas vilas da "redondezas"...

Começamos com um almoço à moda belga no Leon de Bruxelles com as suas Moules-frites. Ora que havia Moules-frites para todas os gostos, por isso todos comemos Moules-frites, mas todos pratos diferentes (haja fartura...)...

1. Cervejinha belga, pois claro...; 2. La plancha aux fruits de la Mer; 3. Les moules à l'escargot gratinées;
4. Moules à l'Ardennaise; 6. Moules à la Marinière


Seguimos então para o passeio já de barriguinha cheia...
Depois de uma passagem rápida pela vila de Versalhes, seguimos para Rambouillet, uma pequena vila francesa situada no departamento de Yvelines na região de Île-de-France. O interesse era ver o Château de Rambouilletum palácio francês, antiga residência Real e actualmente residência presidencial desde 1896.


Seguimos depois para Chartres...
Chartres é uma vila francesa no departamento Eure-et-Loir, sendo que o seu monumento mais importante e mais visitado é a Cathédrale Notre-Dame de Chartres. A sua construção foi iniciada em 1145 e marca o ínicio da Arte Gótica na França.


O edifício original construído por Fulbert incendiou-se em 1194 e imediatamente se iniciaram as obras de reconstrução, que se prolongariam durante mais 60 anos. O acrescento mais importante é a torre noroeste, dita Clocher Neuf, concluída no ano 1513 para equilibrar a composição imposta pela primeira torre. O interior impressiona tanto pelos 37 m de altura que alcança a nave central como pela harmonia e elegantes proporções, embora infelizmente já se tenha perdido a maioria da estatuária original (o retábulo da crucificação foi demolido no século XVIII...).


A fachada ocidental, chamada Pórtico Real, é especialmente importante graças a uma série de esculturas de meados do século XII... No total, o edifício conta com mais de 150 janelas medievais com vitrais, a maioria delas do século XIII, que proporcionam um magnífico efeito luminoso ao interior do templo.


A catedral foi acrescentada à lista da UNESCO como Património Mundial em 1979.
Na última década, a catedral tem tido um programa quase contínuo de limpeza e restauração. Nos últimos anos iniciou-se um grande projecto para limpar todas as abóbadas de pedra do coro e da nave e repintar-los... prevê-se que em 2014 as obras estejam concluídas...
Depois havemos de lá voltar...

Sem comentários: