Translate...

12 de junho de 2015

Londres II...

Recuperados com uma bela noite de sono e um belo dum pequeno almoço, lá fomos nós para mais uma aventura em Londres. Já sabíamos à partida que não iríamos poder fazer a ronda por todos os museus, o pequenote era capaz de se fartar depressa, por isso tínhamos na lista apenas dois, sendo que as tardes ficariam reservadas a parques e passeios mais ligeiros.

Ali, ali...
Faz assim rrhrhrhrhrhhrhrrhrhr... com a boca grande!
Começamos pelo Natural History Museum que, para meu espanto, quando pesquisei em casa era de entrada livre... Ainda duvidei até lá chegar... mas é mesmo... por isso, o ideal é irem logo cedinho porque a fila é para lá de grande. O museu tem wifi gratuito pelo que se forem adeptos das novas tecnologias podem instalar uma app, mas eu cá gosto mesmo é do papel e por isso pedimos um mapa. 


O edifício por si só é uma obra de arquitectura digna de se ver... As colecções estão divididas por quatro grandes zonas: Zona Azul (dinossauros a mamíferos maciços); Zona Vermelha (viagem pela Terra e forças que moldam o planta); Zona Verde (evolução do nosso planeta e relações entre formas de vida e seus ambientes); Zona Laranja (centro de Darwin, jardins). Ora que o conselho cá da malta: Vão direitinhos aos dinossauros... porque senão...

Bem... senão acontece o mesmo que nos aconteceu a nós... Ora que começamos pela parte superior do edifício (tenho ideia que era a zona verde), e quando chegamos aos dinossauros depois de almoço tinha uma fila de 1h... Resultado, decidimos passar lá outro dia logo de manhã, que 1h com o puto cheio de sono na fila não nos pareceu ser uma situação que tivesse um final feliz... 



O plano era almoçar por lá, tinha visto no site que tinham restaurante e assim foi. O Sebastião comeu pela primeira vez pizza, e acho tenho a certeza que ele gostou. As nossas também estavam bem boas, e tendo em conta que eram feitas na hora, não demorou muito. Achei muito atencioso terem oferecido uma caixinha de lápis de cera e um desenho para eles rabiscarem enquanto e espera. O serviço foi muito atencioso e no fim ainda teve um balão ツ 

Depois deste tempo todo, e já passou mais dum mês, ainda nem acredito o quanto nos divertimos por lá... claro que também houve algumas birras e algumas lágrimas do piqueno que está a entrar nos fantásticos "terrible two", mas no final o resultado foi bastante divertido.

Seguimos depois para os jardins de Kensington Gardens, a ideia era acabar de estafar o miúdo e ele dormir uma soneca, mas tenho ideia que já lá chegou a dormir... Não foi nada mau... sentamos-nos num banco e estivemos a namorar ツ


Dali passamos pelo Piccadilly Circus e seguimos para o London Eye... Ainda não estou em mim que me enfiei lá dentro... eu que morro de medo de alturas e até tenho vertigens... Foi uma aventura sim senhor. prova superada!!! O meu pequeno adorou... fartou-se de apontar, pra ali, pra ali, pra ali... Esteve o tempo quase todo coladinho ao vidro e eu ali a tremer feita varas verdes...  O meu menino está um homem!

O dia não podia ter acabado em melhor companhia. Jantamos num restaurante português com a nossa Panamá. Não me lembro do nome, lembro-me que era atrás duma paragem de autocarro, mas comemos muito bem  na melhor companhia possível, a dos amigos ツ

A fotografia de família possível...

4 comentários:

Love Adventure Happiness disse...

Deixaste-me cheia de saudades de Londres...

Carolina Mendonça disse...

;)
Gostei muito...
Tinha gostado mais se não tivesse que andar escada à cima, escada a baixo com o carrinho dele. A cidade em geral está pouco preparada para deslocação com crianças pequenas.

Love Adventure Happiness disse...

Tens de fazer como eles e arranjar umas mochilas para trasportar putos :p

Carolina Mendonça disse...

Isso se calhar até funcionada quando eles são pequeninos...
Agora andar com uma mochila com um puto com 13 kg não está nos meus planos...