Translate...

8 de novembro de 2011

Kabeljauw...

Credits bacalhauchronicles.blogspot.com
BACALHAU
(Do neerlandês cabbeliau, «idem»)
nome masculino
ICTIOLOGIA peixe teleósteo da família dos Gadídeos, abundante nos mares do Norte, utilizado frequentemente na alimentação, em certos países, depois de seco e salgado.


Noutro dia em conversa com a andorinha fartei-me de falar de receitas de bacalhau. Pois claro que fiquei logo a aguar, que é como quem diz que fiquei a salivar só de pensar no assunto... Ontem decidi por mãos à obra, e experimentar tal receita banal na cozinha portuguesa, que tenho cá para mim que não existe só 1001 maneiras de a fazer, mas que cada cozinheiro/a que a faz, a cozinha de maneira diferente!!!
Do famoso Bacalhau com Natas, lembro-me muito bem, e já com água na boca, do da minha Gabi e da minha Sandra... Bons tempos e grandes, grandes recordações das nossas jantaradas... Depois de procurar a receita e de descobrir que não há uma igual à outra, decidi-me pela receita da colher-de pau. Ficou mais do que aprovada, como se viu pelo tabuleiro vazio no fim, ainda que o marido tenha dado a dica que as batas podiam ter sido cortadas mais pequenas. Fica a nota para uma próxima. Estou também ainda a decidir se da próxima, em vez de usar o nosso tradicional bacalhau salgado, uso bacalhau fresco - Kabeljauw - que se encontra com alguma regularidade por aqui. Só tenho que fazer as contas e ver o que fica mais em conta...


BACALHAU COM NATAS*
Bacalhau demolhado
Azeite
Alho
Louro
Cebola
Cenoura
Batatas
Óleo para fritar
Farinha
Margarina ou Manteiga
Leite
Noz moscada
Pimenta
Sal
Natas
Pão ralado
  1. Coza o bacalhau, limpe-o de peles e de espinhas e desfaça-o em lascas.
  2. Corte a cebola em meias luas, pique o alho e leve ao lume numa panela com azeite e uma folha de louro. Quando a cebola começar a ficar translucida, junte o bacalhau e deixe cozinhar.
  3. Rale a cenoura e junte ao preparado do bacalhau. Rectifique de sal e pimenta, mexa bem e reserve.
  4. Entretanto corte as batatas em cubos ou rodelas e frite em óleo bem quente (as batatas não precisam de ficar douradas!)
  5. Faça o molho bechamel. Coloque num tacinho um bocadinho de margarina (eu prefiro manteiga) a derreter, polvilhe com farinha e deixe a farinha cozer. Vá depois juntando leite pouco a pouco, até a mistura ficar com a consistência desejada. Tempere de sal, pimenta e noz moscada.
  6. É então altura de juntar as batatas com a mistura de bacalhau e com o molho bechamel. Misturar bem e colocar num pirex.
  7. Regar tudo com as natas (o que que não fiz, uma vez que fiz bechamel a mais e optei por lhe adicionar um bocadinho mais de leite e fazê-lo mais liquido para por por cima)  e polvilhar por cima com pão ralado. Levar a forno quente até ficar tostadinho!
*Receita daqui As Minhas Receitas

Bon appetit!!!

5 comentários:

Gabi disse...

Xiii!! Um bacalhauzito made by Sandra Monchiqueira é que ia mesmo a calhar... Que saudades!!

Carolina Mendonça disse...

O bacalhau da nossa monchiqueira era mesmo memorável...

AnaLourenco disse...

Boa noite, vim morar para Amesterdão recentemente e ao fazer uma pesquisa sobre onde comprar bacalhau vim dar a este site :) e já agora pergunto, onde há bacalhau salgado à venda?
Obrigado

Carolina Mendonça disse...

Olá Ana, bem vinda a Amesterdão...
Do meu conhecimento tens duas lojas portuguesas, a Wijnimport Neves e a Casa Bocage. Eu costumo ir ao Neves, tem mais variedade de produtos e mais em conta, já o Bocage tem mais escolha de vinhos.
Espero ter ajudado.

Loja de produtos Portugueses e Brasileiros 'Wijnimport Neves'
Zwanenburgerdijk 335 B (entre Amsterdam e Haarlem)
Tel : 0653319837, aberta aos Sábados das 09:30 às 17:00

Mercearia, charcutaria e café português - Casa Bocage
http://www.adega.nl/adega.html
Haarlemmerstraat 111°
Tel: 020 427 45 55

AnaLourenco disse...

Olá,
Obrigado Carolina :)
Claro que ajudaste, é óptimo saber!! ainda bem que descobri este blog, vou seguir.
Beijinhos