Translate...

1 de março de 2015

Stomach flu...

Ora que ontem à noite, último dia do mês de Fevereiro, descobrimos cá em casa o que é isto de gastroenterite... numa criança de 16 meses e meio...



GASTROENTERITE (Do grego gastér, -trós, «estômago» +énteron, «intestino» +-ite)
nome feminino
MEDICINA inflamação simultânea das mucosas do estômago e dos intestinos.

O dia foi normal... ele brincou e correu o dia todo, comeu bem, dormiu a sesta... correu mais, brincou mais, jantou bem e à horinha dele, 20h00 foi para a cama e adormeceu bem... Passado uma hora acordou, o pai foi lá e pôs-lhe a chupeta... Passado outra hora acordou outra vez... o pai foi lá, pôs-lhe a chupeta outra vez e ficou uns minutos com ele... Aí por volta da 1.30h tosse, mas como não chorou não fomos lá... As 2h da manhã acorda aos berros!!! Esta é a descrição do pai:
Demorou 16 meses e meio... mas lá tive a primeira reacção realmente enojada... Depois de uma tosse estranha que me despertou mas que não levou a verificação presencial porque ele calou-se, o miúdo acorda a chorar, e em sobressalto, passados 30 minutos mais coisa menos coisa. Mal entro no quarto vem-me um logo um odor marcante e consigo notar coisas pela cama dele. Um vómito monstruoso, praticamente espalhado por todo o lado e que teve direito a algum tempo para "apurar". Um cenário quase difícil de acreditar tendo em conta a idade tamanho do pequeno e a quantidade de substância expelida...
Bem... Lá fui eu mudar a roupa da criança (que coitada, tal era o estrago, deve ter vivido ali uma cena digna do filme O Exorcista...) e, como tinha a sua vasta cabeleira cheia de vómito achamos que o melhor mesmo era pô-lo na banheira. Criança lavada mas ainda com um profundo cheio a vómito... Prestes a nos vomitarmos nós... lá vai a desgraçada outra vez para debaixo do chuveiro lavar só a cabeça, acção que a criatura não gostou nada e fez questão de o demonstrar... berrando!!!

Pijaminha lavado no corpinho (o dele e o meu) vai comigo para a cama, e o pai vai tratar do assunto vómito no quarto dele (juro que não sei como é que ele foi capaz...eu tinha-me vomitado toda só com o cheiro que de lá vinha...). Entretanto, lá bebeu um bocadinho de água (não se fiz bem se fiz mal... mas o desgraçado cheirava tão mal da boca que imaginei que até o sabor lhe estivesse a fazer confusão...) e deitou-se ao pé de mim, a retorcer-se com dores...

Já o pai estava a descrever este lindo e maravilhoso momento de paternidade no seu blog, quando... Moooooooooooor... anda cáaaaaaaaaaaaaaaaaaa! Ele está a vomitar outra vez! Tadinho da minha criança... Mais uma muda de pijama, mais uns toalhetes pelas mãos e pela cara, mais uma muda de roupa de cama (a minha), mais um pijama lavado para mim... Era 4h30 da manhã quando finalmente se descansou nesta casa!

Acho que o cansaço acabou por o vencer... E ele adormeceu finalmente a ver... pois claro, o FROZEN!!! Nós de rastos... Eu fiquei com ele na cama, o pai foi recambiado para o sofá! Às 7h acordou a chorar... com vómitos, mas como já devia de ter o estômago mais do que vazio não lhe saiu nada (graças ao senhor...!) O pai veio para ao pé de nós... demos-lhe mais água e muito miminho... E ele lá adormeceu outra vez...

Ali ficamos até as 9.30h. Acordou relativamente bem disposto, e eu estúpida pensei... Deve ter fome. O que é que lhe fui dar??? Leite... Bad Mistake!!! Ora.. conforme entrou, conforme saiu... mas a modes que devo ter algo em mim que imaginou que aquilo podia acontecer, tinha ali à mão uma bacia e uma toalha... Vá lá... A estupidez não foi tão grande... 
Bruno liga pro médico... O menino não está bem!
Ele está muito quente, tem febre!
Marido liga para o huisartsenpost (um posto médico de atendimento para quando o nosso médico de família não está disponível, basicamente depois das 16h e aos fim-de-semana) e lá nos encaminharam para o hospital (sim... que não podemos aparecer assim à papo seco... porque sem consulta o mais certo é mandarem-nos para casa). Lá esperamos uns 30, 40 minutos e fomos atendidos. A médica lá nos disse o que já suspeitávamos... Gastroenterite! Para dar bastante água, e se achar que ele tem fome e que já se sente melhor, um caldo, ou umas tostas... Evitar fruta e lacticínios... (bela mer** que é o que ele gosta mais!). 
EU - Então e bolachas de arroz (ele gosta muito)?
DRA. Também pode ser...
EU - E ele pode tomar alguma coisa para aliviar as dores?
DRA. Sim... dê-lhe Paracetamol para as dores e para aliviar a febre...
Caso arrumado, lá viemos nós para casa... No caminho por volta das 13h00, criança a chorar com fome, dei-lhe uma bolacha de arroz... Again, bad Mistake! Podia ter esperado chegar a casa. Valeu-me ele ter uma manta nas pernocas que ainda consegui controlar mais ou menos o estrago...

Chegamos a casa, troquei-lhe a roupa, dei-lhe água... Forramos o sofá a toalhas...Ele deitou-se e adormeceu de tão cansado que estava! 14h Começamos a aquecer o nosso almoço (cheios de sorte que tinha feito a mais na noite anterior)!!! Ele coitado, esganado de fome deve ter acordado com o cheiro e começou a apontar para a mesa... Dei-lhe uma tosta, que ele comeu come se fosse a 8ª Maravilha do Mundo! Pediu mais... comeu metade... Deitou-se e dormiu! Comemos a olhar para o nosso menino...

Queríamos que as dores dele fossem nossas... e que ele se levantasse e começasse a destruir a casa, a mandar brinquedos pro chão e a fazer barulho!!! Porra pá, as vezes que eu me chateie porque ele me desarrumava a sala ou porque eu calcava os Legos espalhados pelo chão...
NOTA MENTAL..
Sala desarrumada é sinal de saúde!

1 comentário:

AnaG disse...

Um beijinho grande da tia Ana. Meu querido.
As melhoras.